Carta de advertência disciplinar para empregado

Uma carta de advertência disciplinar dentro de uma empresa serve para reprender, de maneira correta, uma atitude ilícita cometida por um funcionário. A advertência escrita deve ser aplicada após a advertência verbal, desde que ela não tenha surtido efeito – ou seja, se mesmo orientado, o indivíduo cometeu novamente os mesmos erros.

Advertência para funcionário

Foto: Reprodução

A carta de advertência é o meio legal de informar um funcionário de suas atitudes ilegais que ferem o contrato de admissão e as leis da CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas. O documento garante que as obrigações e direitos de funcionário e empresa sejam cumpridos.

Modelo de carta de advertência para funcionário

1)

ADVERTÊNCIA

(nome do empregado), portador da CTPS nº (informar), Série (informar), recebe neste ato a pena de advertência disciplinar em razão de (descrever o fato).

Informamos que a repetição de condutas repreensíveis poderá originar uma dispensa por Justa Causa, conforme legislação vigente.

(localidade), (dia) de (mês) de (ano).

(nome do empregado – assinatura acima)

2)

Carta de Advertência

Sr………………………………………………………………………………………., vimos pela presente informar-lhe que, por (…falta cometida….), estamos lhe advertindo por escrito, e aproveitamos para informar que, em caso de se repetirem essas faltas, lhe será aplicada uma pena de suspensão de …… dias.

Atenciosamente,
……………………………………., …………………… de ……,……………………. de 20 ……..
______________________________________________
Empresa
______________________________________________

Funcionário

Dicas para formular uma carta de advertência

Papel

O papel deve ser preferencialmente timbrado. Isto, além de dar mais formalidade do documento, ainda deixa claro de qual empresa se trata caso, futuramente, um processo trabalhista seja aberto.

Motivo

A primeira parte da carta deve conter uma identificação de motivo. Ou seja, o motivo da carta – no caso, uma advertência – deve vir no início para informar o leitor do conteúdo que ele encontrará ao longo do texto.

Identificação

Para ter uso legal, a carta de advertência deve conter todas as informações do funcionário, como nome, documentos, número da carteira de trabalho (documento que prova a ligação do indivíduo com a empesa) e cargo e função desempenhada dentro da empresa.

Justificativa

Após a identificação é preciso informar o motivo da carta. Ou seja, explicar o porquê do funcionário estar sendo advertido. Os motivos e justificativas devem ser amparados pelas cláusulas do contrato admissional e pela lei trabalhista.

Além disso, é preciso informar quais serão as próximas consequências caso a carta não surta efeito. Se o funcionário continuar descumprindo com as regras da empresa ou agir de forma ilícita, é possível aplicar suspensão de até 30 dias e, posteriormente, demiti-lo por justa causa. Ambas as penalidades devem estar prevista na carta advertência.

Entrega

No momento de entregar a carta ao funcionário, o responsável deve imprimir duas vias. Uma fica com o destinatário e a outra com o remetente. É importante ter uma assinatura que prove o recebimento e conhecimento do conteúdo do documento. Uma assinatura na via da empresa é o suficiente.

Linguagem

É importante que a linguagem utilizada na carta siga as regras de escrita padrão e que não humilhe o funcionário. Embora a carta advertência seja amparada pela lei, ela não pode constranger o empregado.


Escrito por: Beatriz Helena Cano

Categorias: CartasModelos para: