Como ser um jovem aprendiz

O primeiro emprego é sempre complicado de se conseguir. E os motivos variam desde a falta de oportunidades no mercado de trabalho ou, simplesmente, porque a empresa não contrata pessoas sem experiência. Mas se não se contrata quem não tem experiência, como, então, se consegue o primeiro emprego? É um ciclo um pouco complicado, mas há saída.

Algumas empresas já perceberam que esse tipo de segregação pode fazer com que muitos talentos sejam desperdiçados, e, portanto, criam programas de aprendizado e melhoramento. Pensando nisso, foi criada a lei da aprendizagem, que é uma chance para adolescentes e jovens de 14 a 24 anos ingressem no mercado de trabalho.

O que é um jovem aprendiz?

Ser um jovem aprendiz significa trabalhar, ganhar experiência profissional e aprender. É uma oportunidade para o jovem adentrar no mercado de trabalho, mas sem deixar os estudos de lado. É centrado na formação técnico-profissional. Inserido nesse programa, o jovem aprende uma profissão enquanto trabalha num determinado setor, e o melhor, é remunerado como em qualquer outro emprego.

Como ser um jovem aprendiz

Foto: Reprodução/ internet

Benefícios

Como dito, é a oportunidade de ingressar no mercado. Atualmente, diversas empresas já dispõem desse tipo de programa. Entre outras vantagens, destacamos:

  • Garantia dos direitos previdenciários e trabalhistas;
  • Carteira de Trabalho assinada;
  • Salário mínimo/hora;
  • Formação teórica na ONG especializada;
  • Formação prática na empresa;
  • Direito à formação profissional paralela à formação convencional;
  • Curso gratuito.

O bom de participar desse programa é justamente porque o jovem consegue o registro na carteira. Muitos lugares contratam jovens, mas dificilmente assinam a carteira, o que além de uma falta administrativa grave, não contribui em nada para a formação.

Requisitos

Para participar desse programa, é necessário atender alguns requisitos.

  • Ter entre 14 e 24 anos;
  • Estar cursando ou já ter concluído o ensino fundamental e/ou estar matriculado no ensino médio;
  • Se inscrever em uma das ONGs que certificam o programa de aprendizagem.

Como ser um Jovem Aprendiz?

Estando de acordo com os requisitos, você pode procurar ONGs como o Ensino Social Profissionalizante (Espro) ou o Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee). O aprendiz tem direito de participar do programa pelo tempo máximo de até dois anos, e vivenciará duas diferentes etapas:

  • Aprendizagem prática – Atuação direta, dentro da empresa, com seus diretos trabalhistas garantidos. Lá, realizará as mais diversas atividades de acordo com a função estabelecida.
  • Aprendizagem teórica – Treinamento e capacitação técnica-profissional dentro da ONG em que está inserido.

A carga horária, conteúdo programático, locais e datas de realização dos cursos serão definidos de acordo com o perfil da empresa parceira e da área de atuação.