Modelos de cronogramas

A melhor maneira de se fazer um bom trabalho com resultados satisfatórios é elaborar um cronograma. Ele organiza tarefas em um determinado tempo para chegar a um objetivo final. Para que ele funcione perfeitamente é necessário saber elaborar um bom cronograma e executá-lo ao longo do processo. Confira alguns modelos prontos a seguir e, logo em seguida, aprenda detalhadamente como começar um cronograma.

Modelos de cronogramas

Cronograma de programação de atividades diárias:

Cronograma de programação de atividades diárias

Foto: MEC

Cronograma jurídico

Cronograma jurídico

Foto: Reprodução

Modelos para download:

Programação diária – Cronograma

Agenda de medicação – Cronograma

Verificação da Babá – Cronograma

(Links: http://office.microsoft.com/)

Por onde começar?

Primeiro é necessário entender que cronograma e plano de projeto são duas coisas diferentes. O cronograma é somente uma parte do plano, que vai facilitar a viabilização das tarefas, identificando-as e determinando dias e horários para executá-las. Há vários objetivos diferentes, por isso também possui uma enorme variedade de cronogramas.  Você tem duas opções: Baixar tabelas prontas disponíveis na internet ou você mesmo elaborar. Não há nenhum problema em pegar um modelo pronto e fazer as modificações de acordo com o projeto em questão.

O primeiro passo é listar todas as atividades que deverão ser desenvolvidas no plano de projeto. Depois é necessário estipular um tempo para cada uma das tarefas. Todos os recursos que serão usados devem estar no papel. Faça também um cruzamento entre essas atividades e verifique a dependência que uma tem da outra para definir a ordem de execução. Por fim, defina um calendário para os recursos listados e uma data para o início do projeto. Caso o trabalho seja realizado em equipe, esse cronograma pode ser ainda mais detalhado para que todos os envolvidos saibam exatamente as suas tarefas e façam o acompanhamento.

Monitoramento

Depois de colocar todas as informações no cronograma, é hora de definir o plano de gerenciamento. É necessário procedimentos para monitorar e controlar, atualizando tarefas e analisando desvios, variações, atrasos etc. Você precisa ter um plano de riscos e no caso de desvios para recuperação de prazos perdidos.