Cartas de recomendação profissional

Confira dois modelos prontos

Modelo de carta de recomendação 1

EMPRESA TAL

Campina Grande, DD/MM/AAAA

(A quem possa interessar),

JOSÉ DE JESUS DA SILVA, é pessoa de meu conhecimento, eletricista profissional, correto, competente, responsável e pontual, tendo trabalhado para esta empresa no período de 03 de março de 2000 a 15 de novembro de 2004, executando serviços de  manutenção, sob minha supervisão direta. Durante todo esse período manteve conduta pessoal e profissional irrepreensíveis, razão pela qual recomendo seus serviços.

Atenciosamente,

JOÃO DE DEUS DOS SANTOS
Gerente Administrativo

Modelo de carta de recomendação 2

Belo Horizonte, 23 de fevereiro de 2006.

Declaramos que a Srta. Maria Aparecida da Silva, portadora da carteira profissional número 999, série 99, foi professora de nossa escola por seis anos (de 27 de janeiro de 1996 a 13 de janeiro de 2006).

Informamos que Srta. Maria Aparecida desligou-se voluntariamente de nossa instituição e sempre se destacou por suas qualidades profissionais e morais. Nada consta em nossos registros que possa desaboná-la.

Atenciosamente,

José de Souza

*Copie do seu navegador até um documento de texto, preencha com seus dados e basta imprimir!

Saiba mais!

Modelos prontos de cartas de recomendação profissional

Foto: Reprodução

Embora muitos desconheçam, a carta de recomendação profissional vem a ser um documento muito sério. O mesmo não serve apenas para “dar uma força” apresentando alguém ao mercado de trabalho. A recomendação deve ser feita de forma honesta e séria, com muito cuidado e atenção, pois mentiras e falta de postura por parte do indicado pode vir a trazer consequências para quem o indicou, causando até processos judiciais.

Antes de tudo, é necessário que a pessoa a indicar o possível funcionário tenha consciência das necessidades legais que uma carta de recomendação implica. Por isso listamos abaixo algumas informações importantes na redação de um documento de recomendação profissional:

Recomendação profissional: Informações úteis

  • Tomar máximo cuidado no que escreve é ponto essencial quando se trata de ambas as partes! Caso a pessoa redija recomendações negativas quanto ao profissional em questão, o mesmo pode vir a processá-lo por calúnia e difamação caso consiga comprovar que a intenção do indivíduo foi a de prejudicá-lo profissionalmente com informações distorcidas.
  • Também pode acarretar problemas dizer na carta de recomendação que uma pessoa é digna de confiança sem checar primeiro ou ter plena certeza do que está sendo dito. Se o empregador constatar conduta ilícita do funcionário (como roubo, por exemplo), o declarante pode também passar por processo judicial. Será necessário que o mesmo prove a sua boa fé, afirmando que só tinha intenções boas e não constitui a garantia de um bom caráter do indivíduo.
  • Tenha consciência antes de tudo de que se não pretende ou não pode dizer a verdade numa carta de recomendação, a melhor saída é não fazê-la de forma alguma. Alerte à pessoa sobre os perigos que ambas as partes podem vir a correr e afirme que não é a pessoa adequada para tal auxílio e que outra pessoa talvez seja mais indicada para o ato.
  • Se você acredita que a pessoa encaixa totalmente no perfil do cargo que está concorrendo, expresse seu total entusiasmo na carta, ressaltando as qualidades profissionais do recomendado e dando sua opinião mais sincera sobre o mesmo.
  • Sempre comece uma carta de recomendação dizendo há quanto tempo conhece a pessoa e em que contexto. Dê prosseguimento exaltando porque a pessoa é merecedora da vaga em determinada empresa. Caso não conheça a pessoa tanto assim procure ser comedido, deixando suas reservas implícitas.


Escrito por: Helena Silva

Categorias: CartasModelos para: