Por que meu pedido de cartão de crédito foi negado?

Se tem uma coisa que os brasileiros gostam, isso é o cartão de crédito. É tanto que, de acordo com o relatório mais recente da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviço (Abecs), o Brasil está em nono lugar no quesito transações com o cartão. Ainda segundo o órgão oficial, são mais de 700 milhões de cartões no país, um número que deixa a entender que cada consumidor brasileiro teria, em média, três cartões na carteira.

Mas, apesar de tanto sucesso e da grande procura por parte das pessoas, tendo em vista que cartões de crédito facilitam a vida do consumidor, existe uma negação por parte das agências que são responsáveis por disponibilizar este tipo de serviço. Estima-se que 80% dos pedidos feitos pela internet são negados e a dúvida que fica é o porquê desse número alto de negações.

As razões para este tipo de pedido ser negado são várias, de acordo com o site Compara Online, em muitos dos casos parte da falta de documentação, histórico de dívidas do solicitante, nome “sujo”, valor de renda incompatível etc.

Entenda o motivo do seu cartão de crédito ter sido negado

Foto: depositphotos

Explicações para ter cartão negado

1. Documentação errada ou incompleta

A documentação é um ponto importante para saber quem é o cliente e como ele vive. Por isso, é necessário enviar todos os dados pedidos no formulário e de forma correta, para evitar erros e distorções de informações. Inclusive, é bom ficar atento aos tipos de documentos que são pedidos, pois não são só os de identificação, mas também os relacionados a renda, moradia, estado civil etc.

2. Nome no Serasa e no SPC

Outro grande fator que impede os consumidores de conseguirem aceitação das empresas de cartão de crédito é o nome “sujo” no Serasa ou no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Quando a pessoa se encontra nesta situação, indica que ela não se comprometeu a pagar uma dívida e por esta razão as agências preferem não arriscar a oferecer mais crédito.

3. Histórico de dívidas

Mesmo que a pessoa não esteja com o nome incluso no Serasa ou SPC, mas possua um histórico de dívidas é arriscado não ter o cadastro aprovado. Isto porque, quando as agências se deparam com este tipo de situação, torna-se pouco provável a liberação de crédito por falta de confiança da empresa no consumidor.

4. Renda incompatível

Não são todas as agências, mas algumas delas solicitam um valor mínimo de renda para concluir o cadastro. Por esta razão, sempre procure saber qual este valor, tendo em vista que cada cartão de crédito tem sua maneira de atender o cliente e suas exigências.


Escrito por: Katharyne Bezerra

Categorias: Diversos